EMESP

MENU

Conversa com Anderson Tavares

07 de outubro de 2021

“O aluno tem que refletir aquilo que ele ouve no que ele toca.”

A Orquestra de Cordas Infanto-Juvenil do Guri retoma suas apresentações presenciais neste fim de semana com o concerto “Viva la Vida”. Com composições de Freddie Mercury, Lady Gaga e Coldplay, o grupo se apresenta sábado (09/10) no MASP, às 16h e domingo (10/10) no Theatro São Pedro, às 11h. Os ingressos serão disponibilizados de forma online, com duas horas de antecedência.

Foto: Roberta Borges


Acompanhe nossa conversa

 

O professor e regente Anderson Tavares acredita na importância de um repertório que transita entre o clássico e o contemporâneo. “A música tem que aproximar a gente, cada vez mais, de todo repertório musical”, completa.

Para Anderson, o processo de escolha de um repertório pop não é uma novidade na Orquestra de Cordas Infanto-Juvenil. O grupo realizou apresentações virtuais homenageando o tema de Piratas do Caribe e Os Vingadores.

“A ideia foi pensar na versatilidade desse grupo, de como um grupo de cordas pode fazer todo e qualquer repertório possível que exista. Então, eu pensei que eles poderiam ter essa ideia desse mundo pop sendo tocado por uma orquestra de cordas”. O professor ainda ressalta que, mesmo para alguns alunos, esse repertório é uma novidade. O regente destaca a animação do grupo para a apresentação do fim de semana: nos ensaios, foi possível perceber o empenho e esforço para produzir um excelente concerto.

A Orquestra de Cordas Infanto-Juvenil é formada apenas por instrumentos de arcos flexionados. Ou seja: primeiros e segundos violinos, violas, contrabaixos e violoncelos. No Guri, os alunos adquirem a oportunidade de tocar em conjunto, unindo trabalho em grupo, melodia e experimentação.

Anderson Tavares acompanha a Orquestra de Cordas desde 2016. Seu contato com a música vem de berço: durante a infância, seu pai regia o coral e a banda da igreja. O professor, então, estudou clarinete até se apaixonar pelo violino. Com o novo instrumento, integrou a Orquestra Jovem do Estado, onde foi Spalla e Chefe de Naipe. Sua trajetória também abarca a Sinfônica Heliópolis e a Jazz Sinfônica.

 

Confira as apresentações da Orquestra de Cordas do Guri: