EMESP

MENU

Orquestra Sinfônica faz concertos inclusivos no Masp e no MAM

05 de julho de 2017

Quem está acostumado com a seriedade e reverência das salas de concertos pode se preparar para muitas surpresas nas apresentações que a Orquestra Sinfônica Infanto-Juvenil do Guri faz no fim de semana. São dois concertos: um no sábado dia 8, às 16h, no Masp Auditório, e outro no domingo dia 9, às 11h, ao ar livre, na marquise do MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo), no Parque Ibirapuera. A regência é do jovem maestro holandês Leonard Evers.

Nascido em 1985, Evers é um jovem maestro com uma ideia muito abrangente e atual sobre o que é música. Diretor artístico do Ricciotti Ensemble – uma autointitulada “orquestra de rua” de Amsterdã –, ele acredita que música é diálogo, comunicação. E quem o vê em ação e ouve suas ideias logo percebe que a música tem muito mais a oferecer do que imaginamos. Que conceitos como palco e plateia não são verdades absolutas, e que a música não é só para ouvir, mas para ver e sentir.

Em parceria com a ONG Mais Diferenças, especializada na inclusão social de crianças e jovens com deficiência, o Guri prepara um fim de semana especial para a Orquestra Sinfônica. Crianças terão a oportunidade de curtir parte do concerto em meio à orquestra, para poder ver e sentir como é que se faz música sinfônica.

Toda a programação do concerto é decidida por Evers e os alunos – dois representantes foram eleitos pelos músicos para discutir e definir o que seria feito no palco e fora dele. Assim, o público pode esperar uma recepção calorosa da orquestra, mesmo antes do concerto. O programa, intitulado “Novo Mundo”, parte do primeiro movimento da famosa Sinfonia nº 9, Do Novo Mundo, que Antonín Dvorák escreveu em 1893, sob efeito da grande impressão causada por sua mudança da Europa para os Estados Unidos.

Esse “Novo Mundo” musical que Evers e a Orquestra Sinfônica pretendem explorar é composto por uma colagem de diversas fontes e correntes estéticas, propondo uma nova forma de encarar a música. Além de Dvorák, o público poderá ouvir peças de Leopoldo Miguez, Heitor Villa-Lobos, Georges Bizet, Jean-Luc Ponty e um pout-pourri com hits brasileiros – além de uma surpreendente suíte intitulada Titã, baseada na Primeira Sinfonia de Gustav Mahler, que terá a participação do Novo Quarteto de Clarinetes de Amsterdã.

Um dos programas mais especiais da temporada dos Grupos Infantis e Juvenis do Guri, o projeto faz parte do intensivo de férias da Orquestra Sinfônica, que contará em suas estantes com alunos da EMESP Tom Jobim e bolsistas da Orquestra Jovem do Estado, integrando todos os ciclos de formação da Santa Marcelina Cultura.

Confirme sua presença nos eventos do Masp Auditório e do MAM, convide seus amigos e venha curtir com o Guri uma nova forma de ouvir, ver e sentir a música.